• Carolina Vivas

Luxo, usuários e canais digitais

Actualizado: abr 15

Quais são os canais digitais preferidos pelos usuários no mercado de luxo?


  1. Instagram: atualização e lançamentos

  2. Facebook: para manter-se informado

  3. LinkedIn: uma rede para os negócios

  4. YouTube: uma experiência 360°

  5. Website: a aterragem perfeita

Não é segredo para ninguém que os canais digitais são cada vez mais importantes para os usuários do mercado de luxo: o comportamento pode ser semelhante ao de uma pessoa que navega em busca de um artigo ou serviço massivo. No entanto, os critérios de pesquisa e a decisão de compra não estão principalmente influenciados pelo preço ou pela acessibilidade dentro de um e-commerce.


Com efeito, o comprador de luxo vê colecções, deixa-se envolver pelo storytelling e, se disponível, sabe quanto tem que pagar por determinado produto ou serviço, mas sem cair na comparação. É importante relembrar que o valor é simplesmente um componente, num conjunto onde prevalecem a qualidade, o artesanato, a exclusividade, a raridade das matérias-primas, a experiência nos pontos de venda, a história e a autenticidade.


Mas, quais são os canais digitais preferidos pelos usuários no mercado de luxo? A seguir, veremos uma lista de 5 plataformas com as formas de conteúdo mais consumidas.


1. Instagram: atualização e lançamentos


Graças ao foco em fotografia e vídeo, o Instagram é a rede preferida para se manter atualizado e conhecer os últimos lançamentos. Aqui, as colaborações entre as marcas são promovidas de maneira efetiva. Em termos de experiências, é uma das plataformas favoritas para gastronomia e turismo de luxo.


O caráter envolvente das stories permite que o usuário veja a utilização dos produtos ou serviços por pessoas que também participam do luxo em paralelo, como no caso das celebridades ou influencers com o mesmo poder aquisitivo.


Neste cenário, o usuário não sonha nem se compara. Simplesmente se deleita.



2. Facebook: para manter-se informado


Entre os usuários compradores de luxo, esta rede social atrai, pois permite que se mantenham informados. Embora possa haver uma publicação simultânea de imagens ou vídeos com o Instagram, é justamente no Facebook onde muitas marcas educam sobre a sua história, seu património e relações públicas.


O conteúdo de texto de qualidade, assim como os comunicados à imprensa, são muito apreciados pelos usuários que confiam nestas marcas.


3. LinkedIn: uma rede para os negócios


Quando uma pessoa não tem um papel preponderante dentro de uma marca de luxo nem se relaciona com ela como cliente, pode não investir muito tempo ou energia nesta rede. Mas quando se trata de negócios e conexões, o LinkedIn é uma das plataformas online favoritas.


Ali, os usuários que navegam para manter-se informados sobre as marcas de luxo com as quais têm proximidade, encontram artigos relativamente aos comunicados à imprensa, flutuações do mercado, novos investidores, expansões, tendências de consumo, entre outros.


4. YouTube: uma experiência 360°


Não são muitas as marcas de luxo que fazem uso do YouTube. Mas quem utiliza esta plataforma o faz com o intuito de mostrar a sua essência, de transmitir um sentimento, ou de dar mensagens de carácter social ou ambiental que são promovidas ou patrocinadas por elas próprias.


Dentro do uso que é dado ao YouTube, é possível ver celebridades e influencers de luxo protagonizando vídeos de campanhas ou de estilo de vida.


Desta forma, os usuários podem apoiar-se nesta rede para conhecer as últimas experiências em produtos, iates, turismo de luxo e muito mais, que as suas marcas favoritas oferecem.


5. Website: a aterragem perfeita


Como temos dito, o custo não é o fator dominante na caracterização de uma marca de luxo; ao contrário, esta é uma combinação de fatores onde o preço pago adiciona-se ao legado, exclusividade, valores e intenção de uma marca.


Assim, o site se converte na pista para o usuário consumidor de luxo ter uma aterragem perfeita. Nem sempre existe um e-commerce, nem é obrigatório ter um. Especialmente no ultra luxo e no luxo súper premium, a pessoa quer deixar-se cativar por toda a experiência, pelo que a transação é realizada no ponto de venda físico.


Com base nisto, o site das marcas de luxo é o canal digital em que o usuário pode aceder diretamente à história, à essência e às informações sobre o artesanato magistral que acompanha cada uma das peças. Se forem produtos, se pode ver uma coleção ou lançamento de forma organizada e até fazer uma pré-encomenda.


No caso das marcas de luxo focadas nos serviços, a plataforma web é usada para encontrar todas as opções oferecidas em um mesmo sítio.


É o usuário quem escolhe o canal digital de acordo com as suas necessidades e preferências. A marca de luxo é responsável por transmitir a mensagem certa no lugar apropriado.

10 vistas